sábado, 15 de outubro de 2011

Em transição...



"Eu não sou quem eu gostaria de ser;
eu não sou quem eu poderia ser, ainda, eu não sou...
Mas graças a Deus eu não sou mais quem eu era!"

(Martin Luther King)

Felizmente sou um ser em eterna transformação... aberta a mudanças, por considerar que algumas são pra lá de necessárias e nos levam à evolução! Sei que ainda estou dando os primeiros passos e que a caminhada é longa, mas ela não me assusta. Se cansar, paro um pouco pra descansar e recomeço. Procuro não olhar mais muito para trás, a não ser para constatar que, se no meio do caminho estou, é mais vantajoso andar para frente e saborear o novo, mesmo que seja para descobrir que ainda não é ele que esperamos. É o novo que vem depois do novo. Vamos a ele então! Sem medo, sem pressa, deixando apenas o tempo conduzir...

Isso tem valido para todo e qualquer setor da minha vida, principalmente o profissional. Não adianta querer ser a professora Andreia sem filhos, sem tanta correria, sem tantas abdicações, esperando ter o tempo de antes para me dedicar. Isso não seria justo comigo. A realidade é outra. Não deve haver mais espaço nem para a culpa, até porque para isso também necessitaria de um tempo, que não tenho, para remoer. Aceito ser quem posso ser no momento... e o resto é resto. 

2 comentários:

  1. daisyalo@gmail.com15 de outubro de 2011 09:58

    Dequinha, to feliz de ver vc assim,
    Re NOVA ndo
    Que bom! vc merece ser Feliz, vc precisa ser e estar feliz. Por vc, por Miguel, e por todos...
    Fica na Paz amiga linda!!!
    Beijossss

    ResponderExcluir
  2. Andréia querida, é isto aí: filho dá pra gente outro peso, que às vezes pode parecer até uma desvantagem... Mas, por outro lado, é dessa relação bendita que nasce muita da inspiração, da graça e da seriedade com que passamos a lidar com tudo o mais.Parabéns pela disposição em permanecer assim tão inteira.

    ResponderExcluir

Obrigada por me ajudar nas renovAÇÔES!